As crianças que têm TDAH geralmente apresentam sintomas enquanto são muito jovens. Os pais podem notar que seu filho é mais ativo, falante, impulsivo ou tem mais problemas para ouvir ou seguir instruções do que irmãos ou colegas de brincadeira.

Quando devo procurar ajuda e por onde começo?

Uma criança pode ser avaliada para TDAH a partir dos quatro anos de idade. Algumas crianças terão uma avaliação no jardim de infância ou na primeira série. Muitos pais esperam até que os sintomas estejam causando dificuldades em casa e na escola antes de procurar uma avaliação.

Os pais devem conversar com o profissional de saúde de seus filhos se tiverem dúvidas. O profissional de saúde pode fazer uma avaliação ou encaminhar os pais para um especialista em TDAH infantil. Se a criança tiver dificuldade na escola, a escola também pode realizar uma avaliação educacional para fornecer adaptações acadêmicas. 

Existem muitos especialistas que podem avaliar uma criança para TDAH. Ao marcar uma consulta, é importante ser um consumidor experiente. Pergunte ao profissional sobre experiência específica e treinamento em crianças com TDAH. Você pode perguntar como o especialista avalia uma criança para TDAH para ter certeza de que uma avaliação completa será feita.

O que está envolvido em uma avaliação completa?

 Uma avaliação de TDAH tem vários propósitos:

  • Para descobrir se uma criança tem os tipos de sintomas que indicam TDAH
  • Para entender se eles são graves o suficiente e causam problemas suficientes para exigir um diagnóstico
  • Para garantir que não haja condições diferentes que expliquem melhor os sintomas
  • Para entender se a criança tem mais de uma condição ao mesmo tempo

Para entender se a criança tem sintomas de TDAH, o médico ou especialista em TDAH perguntará sobre os sintomas de:

  • desatenção
  • impulsividade
  • hiperatividade

Avaliar os sintomas de TDAH pode ser suficiente para obter um diagnóstico de TDAH, mas muitas vezes não é suficiente para ajudar uma criança a obter o tratamento certo. Uma avaliação completa considerará todas as causas possíveis para comportamentos problemáticos.

A avaliação completa perguntará sobre o comportamento da criança em casa, na escola e em atividades como esportes ou escotismo. Incluirá informações de pais ou responsáveis, prestadores de cuidados infantis, professores, outros funcionários da escola ou outros médicos de saúde mental que estejam envolvidos nos cuidados da criança. Às vezes, uma criança terá sintomas de TDAH em um lugar, mas não em outro.

As informações desses outros adultos podem mostrar onde e porque a criança tem alguns dos comportamentos. As informações podem ajudar a determinar ou descartar algumas razões adicionais para os comportamentos que podem precisar de tratamento diferente.

Uma avaliação completa pode incluir:

  • Entrevistar pais e filhos
  • Revisar o histórico médico da família, especialmente se outros membros da família tiverem TDAH
  • Escalas de avaliação de comportamento infantil preenchidas por pais e professores
  • Autorrelatos dos pais sobre o estilo parental
  • Passar tempo com a criança para observar o comportamento em casa, na escola ou no consultório médico
  • Testes psicológicos e psicopedagógicos baseados em clínica
  • Revisão de registros escolares e médicos anteriores
  • Teste de inteligência, teste de desempenho educacional ou triagem para dificuldades de aprendizagem se a criança tiver notas baixas ou dificuldades com o aprendizado
  • Uma triagem médica, física ou de desenvolvimento neurológico para descartar quaisquer outras condições médicas que possam produzir sintomas semelhantes ao TDAH
  • Triagem visual e auditiva adicional, bem como avaliação formal de fala e linguagem

Nem toda criança recebe a mesma avaliação; sua avaliação dependerá de seus sintomas e problemas específicos. Por exemplo, as crianças que têm dificuldades de aprendizagem podem precisar de uma avaliação diferente daquelas que lutam para controlar as emoções. E é aqui que o psicopedagogo entra. Além de usarmos os testes adequados de desenvolvimento e de rastreio para TDAH, também realizaremos todos os testes necessários para dificuldades de aprendizagem. 

O convênio geralmente cobre algumas das avaliações; no entanto, o teste para deficiência de aprendizado pode não ser incluído na cobertura e pode precisar ser feito em clínicas particulares. Converse com seu convênio sobre as políticas de reembolso. 

Os resultados da avaliação completa podem ser usados ​​para desenvolver um plano de tratamento adequado para a criança específica, incluindo terapia e apoio em casa, na escola e em outras atividades.

Referências:

Academia Americana de Pediatria. Diretriz de Prática Clínica para o Diagnóstico, Avaliação e Tratamento do Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade em Crianças e Adolescentes , Pediatria , outubro de 2019.


What's Your Reaction?

divertido divertido
333
divertido
inspirado inspirado
3330
inspirado
feliz feliz
2664
feliz
oh meu Deus oh meu Deus
1665
oh meu Deus
motivado motivado
666
motivado
gostei gostei
2331
gostei
Juliana Palma

Pedagoga, Psicopedagoga, Psicomotricista e Ma em Educação. Acadêmica do curso de Psicologia na Universidade São Franciso. Analista Comportamental e Terapeuta em ABA. "Descobri o TDAH aos 33 anos e hoje me dedico a ajudar outros adultos na avaliação e na intervenção do transtorno." Atendo crianças, adolescentes, adultos e idosos em seu espaço psicopedagógico online e na cidade de Bragança Paulista.

0 Comments

Leave a Reply